Ir direto para menu de acessibilidade.
ptenfres

Equideocultura

 A UFLA busca formar profissionais de excelência nas diversas áreas de conhecimento, sendo sua localização estratégica para o desenvolvimento de ações voltadas para a equideocultura. Minas Gerais possui o maior plantel equino do Brasil e está próximo do berço da principal raça nacional voltada para marcha: o Mangalarga Marchador. Em 2013 teve início um trabalho apoiado pelo DZO para estruturação do Setor de Equideocultura (SetEqui), com propósito de implantar uma unidade modelo do Sistema Brasileiro de Produção de Equídeos. Neste espaço é usado para realização de eventos de extensão, experimentos de pesquisa, aulas práticas e cursos para capacitação de mão-de-obra ligada ao agronegócio do cavalo e conscientização de proprietários, profissionais, usuários e produtores rurais sobre a importância das boas práticas de manejo para bem-estar de todos e para sustentabilidade econômica e ambiental na criação de animais para trabalho, lazer e esportes. Essa interação entre a teoria e a prática tem permitido maior entrosamento da instituição com a sociedade, o que permitiu a doação de uma égua Mangalarga Marchador pelo Núcleo de Criadores Mangalarga Marchador do Alto Rio Grande e afiliação da UFLA como sócia criadora da Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Mangalarga Marchador (ABCCMM). E atualmente somos um dos conselheiros técnicos da do Núcleo de Criadores Locais (biênio 2020-2021). O SetEqui abrange uma área aproximada de 91.111 m². A dimensão territorial do setor encontra-se dividida em quatro piquete, P1, P2, P3 e P4 de aproximadamente 0,5; 0,4; 0,9 e 7,7 hectares, respectivamente. Para manejo dos animais o SetEqui dispõe de um redondel com arquibancada; um tronco; uma unidade de serviço para o fornecimento de concentrado; um solário; um pátio; e cochos para fornecer suplementação mineral em todos os piquetes. Outros espaços de apoio ao setor: escritório; depósito de materiais onde também são armazenados os medicamentos; e um espaço coberto para estoque de alimentos concentrados e produção de feno. O plantel é composto por sete animais, divididos em três categorias: mantença (dois cavalos castrados); matrizes (três éguas gestantes e uma vazia); e um garanhão jovem em fase de doma. O setor tem a disposição um funcionário para fornecer o trato aos equinos, limpeza do setor, realizar reparos de cercas e controle de pragas, além de auxiliar na produção manual de fenos com excedente de forragem produzida no verão. A Prof. Raquel Moura semanalmente, em conjunto com seus alunos do NEQUI-UFLA, realiza o controle do manejo e realização de outras atividades relacionadas com a higiene, sanidade, nutrição e doma do plantel. E Prof. Camisão coordena, junto com alunos do GERE, o manejo reprodutivo dos animais. Temos disponível animais para venda e interessados podem entrar em contato através do email Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.